Lembre-se sempre de que o MeuCálendariodeVacinas é uma ferramenta informativa e não substitui o aconselhamento do seu médico. Consulte sempre seu médico antes de tomar decisões relacionadas à saúde.

Gripe (Influenza)

A vacina Gripe (Influenza) ajuda a proteger contra o vírus influenza, também conhecido como gripe; uma infecção respiratória causada por dois tipos principais de vírus influenza: tipos A e B.

Calendário de vacinação recomendado

*De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria

Timeline diagram showing recommended doses for this vaccine

Saiba mais!

Converse com seu médico sobre a vacina influenza.

${iconAlt}

Identifique possíveis falhas na proteção do seu filho

Crie um calendário personalizado para ver se o seu filho perdeu alguma vacina.*

Visualize o calendário personalizado do seu filho para ver se está faltando alguma vacina.*

*De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria

Gripe (Influenza)

Você sabia...

Gripe é diferente de um resfriado, pois os sintomas geralmente surgem repentinamente e são mais graves (3,4).

Você sabia...

A imunidade proveniente da vacinação diminui ao longo do tempo, então é necessário realizar a vacinação anualmente para se proteger contra a gripe (1).

  • A influenza, normalmente, conhecida como "gripe", é uma infecção respiratória causada pelo vírus influenza, que circula em todas as partes do mundo (1). Há dois tipos principais de vírus influenza: tipos A e B (2). Os vírus influenza A e B, que são rotineiramente transmitidos pelas pessoas, são responsáveis pelos surtos sazonais de gripe a cada ano (1,2).

  • A gripe sazonal se espalha facilmente, com a rápida disseminação do vírus em áreas com muitas pessoas, incluindo escolas e casas de repouso (1). Quando uma pessoa infectada tosse ou espirra, gotículas contendo o vírus são transmitidas pelo ar por até um metro de distância e infectam pessoas próximas que respiram essas gotículas (1). A doença também pode ser transmitida pelas mãos contaminadas com o vírus da gripe (1).

  • A gripe pode afetar todas as faixas etárias, mas o risco de complicações é maior em adultos com mais de 65 anos, crianças com menos de 59 meses, mulheres grávidas e pessoas com certas condições médicas, como problemas cardíacos, asma ou problemas pulmonares, problemas renais, doenças metabólicas ou sistemas imunológicos comprometidos (1,3).

  • A gripe é caracterizada pela febre repentina, tosse, dor de cabeça, dor nos músculos e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza (1). A tosse pode ser grave e durar 2 ou mais semanas (1). Gripe é diferente de um resfriado, pois os sintomas geralmente surgem repentinamente e são mais graves (3,4).

    A maioria das pessoas se recupera da febre e dos outros sintomas em uma semana, sem a necessidade de atenção médica. Mas algumas pessoas podem desenvolver complicações, algumas das quais podem ser fatais (1,3). Possíveis complicações graves provocadas pela gripe podem incluir infecções pulmonares (pneumonia), problemas cardíacos, envolvimento cerebral e muscular e falência dos órgãos (3). A gripe também pode piorar problemas médicos crônicos (3). Por exemplo, pessoas com asma podem sofrer ataques de asma quando estão gripadas, e pessoas com doença cardíaca crônica podem enfrentar uma piora dessa condição provocada pela gripe (3).

  • As vacinas contra gripe podem ajudar a proteger contra infecções e podem estar incluídas em programas de imunização de rotina. Consulte seu profissional de saúde para obter mais informações. No Brasil, a vacina está disponível pelo Programa Nacional de Imunizações para crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, crianças ou adultos com co-morbidades e idosos, a partir dos 60 anos (5). A imunidade proveniente da vacinação diminui ao longo do tempo, então é necessário realizar a vacinação anualmente para se proteger contra a gripe (1).

    Outras medidas de proteção contra gripe são lavar e secar as mãos regularmente e boa higiene respiratória (ou seja, cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar), manter-se isolado das pessoas que apresentam mal-estar para evitar a transmissão do vírus, evitar o contato próximo com pessoas doentes e evitar tocar nos olhos, nariz ou boca (1).

Converse com seu médico

Marque uma consulta com seu médico hoje para conversar sobre como vacinar seu filho contra influenza.

Identifique possíveis falhas na proteção do seu filho

Crie um calendário personalizado para ver se o seu filho perdeu alguma vacina.*

Visualize o calendário personalizado do seu filho para ver se está faltando alguma vacina.*

*De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria

1. WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Influenza (Seasonal). Disponível em: <https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/influenza-(seasonal)>. Acesso em: 25 abr. 2019.

2. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION (CDC). Influenza (Flu). About Flu: CDC; 2018. Disponível em: <https://www.cdc.gov/flu/about/index.html>. Acesso em: 25 abr. 2019.

3. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION (CDC). Influenza (Flu). Flu Symptoms & Complications. CDC; 2019. Disponível em: <https://www.cdc.gov/flu/symptoms/symptoms.htm>. Acesso em: 25 abr. 2019.

4. CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION (CDC). Influenza (Flu). Cold Versus Flu: CDC; 2019. Disponível em: <https://www.cdc.gov/flu/about/qa/coldflu.htm>. Acesso em: 25 abr. 2019.

5. BRASIL. Ministério da Saúde. Informe Técnico - 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Brasília, 2019. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2019/marco/01/Informe-Cp-Influenza-29-02-2019-final.pdf>. Acesso em: 30 abr. 2019.